free web
stats

Évora Norte – Freixo com 13 propostas

evoraNorte_concorrentes

Lista dos concorrentes

Posicionaram-se para a construção da ligação entre Évora Norte e Freixo no Corredor Internacional Sul 13 concorrentes.

A abertura das propostas ocorreu no passado dia 24 de Julho, adiantou a Infraestruturas de Portugal.

Foram apresentadas, para a execução do sub-troço 20,5 quilómetros de via-férrea integralmente nova entre Évora Norte e Freixo (Redondo), com  um total de 13 propostas.

“Este elevado numero é bem demonstrativo do interesse e credibilidade que os concursos públicos lançados pela IP colhem junto das empresas, bem como do dinamismo que estas empreitadas potenciam na economia, nomeadamente no sector da construção”, refere a IP.

O lançamento do concurso publico designado “LINHA DE ÉVORA. EMPREITADA GERAL DE CONSTRUÇÃO CIVIL DO SUBTROÇO ÉVORA NORTE – FREIXO”, teve lugar a 5 de Março e tinha como preço base 65 milhões de euros.

Todos os concorrentes, adianta a IP, entregaram propostas com valores abaixo do preço base.

Recorde-se que essa perspectiva poderá ter sido um dos factores porque a electrificação do troço Caíde-Marco, na linha do Douro, ainda não esteja terminada. Propostas abaixo do valor do projecto para agarrar a empreitada.

Decorre agora a fase de avaliação das propostas.

Corredor Internacional Sul
Nova Linha de Évora

O sub-troço Évora Norte – Freixo da Linha de Évora, integrará o futuro Corredor Internacional Sul que a Infraestruturas de Portugal está a desenvolver no âmbito do Plano de Investimentos para a Modernização da Rede Ferroviária Nacional, Ferrovia 2020.

Este sub-troço será complementado com a construção da ligação entre Freixo e Alandroal, com 20,5 quilómetros, cujo concurso foi lançado no dia 29 de Março com um valor base de 105 milhões de euros, e com a construção do sub-troço entre Alandroal e a Linha do Leste, numa extensão de 38,5 quilómetros, cujo concurso foi publicado a 30 de Abril com um valor base de 195 milhões de euros.

Os concursos públicos para a execução destas empreitadas estão actualmente em fase de recepção de propostas.

No total, o novo troço da Linha de Évora, constituído pelos sub-troço anteriormente referidos, terá uma extensão de cerca de 100 quilómetros, 80 dos quais de construção nova, em via única Electrificada sobre plataforma para via dupla, balastrada com carril UIC 60 e travessa de betão polivalente (preparada para receber a bitola europeia).

Este troço integrará o Corredor Internacional Sul cuja concretização reveste-se de extrema importância na ligação dos Portos do Sul do País e da rede ferroviária nacional a Espanha, nomeadamente na ligação a Badajoz, potenciando o aumentando a capacidade exportadora de mercadorias do país.

Este projecto é cofinanciado pela união europeia através do programa Conecting Europe Facilitiy (CEF) ao abrigo dos seguintes contratos de cofinanciamento 2014-PT-TM-0627-M e 2016-PT-TMC-0059-M (as comparticipações variam entre 40 e 50%).

(wr/ip)