free web
stats

A carruagem CoRail da CP em modelismo, modelo ROCO (2ª parte)

Nesta segunda parte da correcção do modelo da ROCO, efectivamente o inicio da descrição das alterações enunciadas na 1ª parte, vamos descrever a alteração da tonalidade dos vidros das janelas, a melhoria do aspecto das poltronas e o novo tejadilho.

Coloração da tela usada

Coloração da tela usada

Para isso, é necessário desmontar completamente o modelo, começando pelo tejadilho, que está apenas encastrado e pode separar-se com uma pequena pressão nos extremos da carruagem. Seguidamente, separa-se o corpo do chassis que, à semelhança do tejadilho, também é encastrado. Segue-se o interior da carruagem e os bugies. Todas estas peças são encastradas, bastando uma simples pressão para as separar. O material é bastante resistente e por isso dificilmente danificável.

Se olharmos para fotografias reais destas carruagens, verificamos que a transparência dos vidros é bastante baixa quando se olha de fora para dentro da carruagem e de tonalidade entre o laranja e o castanho.

Aplicação da tela colorida

Aplicação da tela colorida

Provavelmente esta cor e transparência mudam consoante a luminosidade a que está exposta. No modelo, a transparência é grande, daí a sugestão de corrigir este ponto. A solução passa por aplicar uma tela de uma cor aproximada, muito fina, no interior, colada nas bordas das aplicações dos vidros da carruagem, como pode ser observado na fotografia que se publica. A cola usada é da TAMIYA, líquida de presa rápida.

Utilizou-se uma tela gelatina da Rosco, filtro Half CT Orange de referência E+ # 205, que se pode encontrar em lojas de materiais de arquitectura e publicidade.

Tonalidade dos vidros das janelas, antes em cima, depois em baixo

Tonalidade dos vidros das janelas, antes em cima, depois em baixo e melhoria do aspecto das poltronas

Para a melhoria do aspecto das poltronas, a falha maior do interior do modelo é ausência da armação branca que serve de encaixe ao estofo laranja em 2ª classe e encarnado em 1ª classe. Como o interior do modelo é por si só também desmontável, é fácil pintar as costas e a base dos assentos de branco, podendo o efeito ser visto na fotografia que mostra a diferença da coloração dos vidros antes e depois da colocação da tela.

Seria nesta fase que se deveria proceder à colocação das cortinas, como mencionado na 1ª parte do artigo. Infelizmente, o plasticard estriado mais fino que encontrámos, não o é suficientemente, e inviabiliza a montagem correcta do interior e da caixa da carruagem, porque é de construção muito justa.

Mod_ROCO_tejadilho_ARLO-MICROMODELA ultima operação é a aplicação de um tejadilho conforme, disponibilizado pela ARLO-MICROMODEL. Optámos por um tejadilho por pintar por ser a opção mais económica.

A pintura deve ser feita a aerógrafo para melhor acabamento e não destoar da pintura do corpo da carruagem. A base a aplicar no tejadilho nu deve ser um preto brilhante. Após boa secagem, aplica-se um alumínio, RAL 9006 em duas camadas. Finalmente aplicámos um verniz mate para selar a pintura e retirar parte do brilhante da cor alumínio.

O aspecto final pode ser apreciado na fotografia de topo que se publica.

Na 3ª parte e 4ª parte descreveremos as restantes operações para tornar o modelo ROCO mais realista.

Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4