free web
stats

25 de Outubro é limite para propostas concretas

Dia 25 de Outubro é a data limite definida pela plataforma Sindical da IP para IP/Tutela apresentarem proposta que avencem as negociações. Se não houver progresso há greve no dia 31, adianta a estrutura.

A estrutura ameaça, se a negociação em curso não for desbloqueada, avançar para a greve na IP, IP Engenharia, IP Património e IP Telecom – grupo IP – no próximo dia  31 de Outubro.

As 15 organizações representantes dos trabalhadores querem ver progresso em temas como o Acordo Colectivo de Trabalho e Regulamento de Carreiras para todo universo IP, bem como a valorização dos salários e do trabalho.

Entretanto, como há pontos em comum sem progressão, a plataforma desafia as estruturas sindicais da CP e da EMEF para um encontro a realizar no dia 22.

“Tendo em conta que nas outras empresas do sector ferroviário existem problemas análogos e processos de negociação bloqueados, propor uma reunião com TODAS as organizações de trabalhadores das empresas ferroviárias – IP, CP, EMEF – para o dia 22 de Outubro de tarde, em Lisboa”.

Para a manhã de dia 25, como forma de assinalar posição, a plataforma vai realizar um “cordão humano de protesto, entre o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas e a residência oficial do 1º Ministro, com membros da organizações e trabalhadores das empresas da IP”.

Referir que o quadro de acção agendado para 22, 25 e 31, vem na sequência do realinhar da greve previstas para dia 12 mas que acabou por cair.