free web
stats

Badajoz acolhe grupo de trabalho do corredor Atlântico

Intervenientes portugueses e espanhóis do Corredor Atlântico (CA) reuniram-se em Badajoz. O encontro promovido pela União Europeia, Governo espanhol e Junta da Estremadura, decorreu na tarde de terça-feira e teve em perspectiva o próximo encontro do CA.

A evolução das ligações fronteiriças entre Portugal e Espanha e Espanha e França, ou a implementação da Janela Única Logística  – nomeadamente a homologação técnica e procedimentos na gestão de mercadorias entre os dois lados da fronteira – juntaram mais de três dezenas de técnicos dos dois países.

Na ligação Lisboa – Madrid do CA, Carlo Secchi, presente na reunião, lembrou aos média espanhois que a entrada em funcionamento do troço Évora – Mérida do CA é bem vista por Bruxelas, mas tem de ser acelerada.

No mesmo dia, horas antes em Madrid, Pedro Marques dizia que essa ligação só deverá estar operacional em 2021. O ministro participava num colóquio promovido pela Câmara do Comércio Hispano-Portuguesa.

A agenda do grupo de trabalho regional do CA contemplou ainda a visita Plataforma Logística del Suroeste Europeo. No terreno os presentes tiveram oportunidade de avaliar a evolução da infraestrutura raiana.

Entretanto

Esta quarta-feira foi a vez de Guilherme W. d’Oliveira Martins se deslocar a Espanha. Em Badajoz participou no Foro de la Logística del Corredor Atlântico, onde também visitou a Plataforma Logística del Suroeste Europeo.