free web
stats

Electrificação da Linha do Minho: Pedro Marques participa em viagem de teste

img: Antero Pires

img: Antero Pires

O Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, participa esta segunda-feira numa viagem de ensaio e teste, entre as estações de Nine e de Barcelos, na linha do Minho.

A marcha de pouco mais de meia hora está programa para depois das três da tarde. Em Barcelos, à chegada, haverá uma sessão pública com intervenção do ministro.

O troço ainda não foi entregue para entrar ao serviço. Há questões por acertar, nomeadamente entre Barcelos e Viana, para catenária estar sob tensão sem restrições nos 44 km do troço em trabalhos de electrificação desde 2017.

A expectativa era inaugurar a tracção eléctrica até Viana do Castelo. Não sendo possível o governante, apurou a webrails.tv, tem intenção de voltar à linha do Minho, para percorrer os 44 km até Viana do Castelo, já em Dezembro.

Embora sem confirmação oficial junto da IP ou CP,  o comboio circula ao abrigo da Autorização Especial de Circulação, será composta por locomotiva 5600, carruagens corail.

A composição especial do Ensaios e Visita Técnica deverá ainda integrar um vagão vigia com guarita de inspeccionar de catenária.

Com as obras em curso o corredor, para lá da electrificação, no final da intervenção o torço terá menor tempo de viagem,mais capacidade para a circulação de mais comboios de passageiros e composições de mercadorias até 750 metros.

O troço Nine – Viana do Castelo integra a primeira fase de electrificação da linha do Minho entre Nine e Valença. A empreitada ronda os 30 milhões de euros.

Com a entrada ao serviço o material circulante apontado para a linha do Minho são as automotoras eléctricas da série 2240. Fala-se nos veículos que actualmente prestam serviço IC na linha da Beira Baixa.

Para o corredor, a CP já informou, ao serviço IC regressam as composições formadas por máquina e carruagens a partir de dia 9 de Dezembro.