free web
stats

Interrupção na Linha do Douro entre Caíde e Marco prolongada

tunel_rodaoLBAA Infraestruturas de Portugal informa que, por dificuldades técnicas derivadas das condições geotécnicas existentes, nomeadamente no interior Túnel de Caíde, o ritmo de execução dos trabalhos inicialmente previsto foi prejudicado, pelo que o encerramento à circulação ferroviária do troço entre Caíde e Marco de Canavezes da Linha do Douro será prolongado até final do mês de março.

Desta situação, que apenas foi susceptível de identificar com o desenvolvimento da obra, foi já dado conhecimento aos operadores ferroviários, autarquias e associações de utentes e empresariais da região.

Após a reabertura à circulação, e durante um período de cerca de um mês, decorrerão os testes relativos à electrificação. Estes testes são realizados sem afectar a circulação ferroviária em modo diesel. A circulação dos comboios com tracção eléctrica apenas será possível após a conclusão dos ensaios e certificação da catenária.

Agradecemos a melhor compreensão para os eventuais transtornos que este ligeiro adiamento possa provoca junto dos utilizadores da Linha do Douro. Recorde-se que a obra de conclusão da Eletrificação e Renovação Integral de Via no troço Caíde – Marco de Canaveses em curso, visa a melhoria das condições de segurança, circulação e serviço na Linha do Douro.

A empreitada foi consignada no dia 27 de julho de 2018 e representa um investimento de cerca de 10 milhões de euros, envolvendo, entre outros, os seguintes trabalhos:

- Conclusão da Eletrificação – Intervenção nos Túneis de Caíde, Gaviara e Campainha: beneficiação, reforço estrutural, impermeabilização e rebaixamento para colocação da catenária;

- Renovação Integral da superestrutura da via (carril, travessas e balastro) – Prolongamento das plataformas de passageiros nos Apeadeiros de Oliveira e Recesinhos e reposicionamento da plataforma na Estação de Livração.

A empreitada que está a ser executada no troço com cerca 14,4 quilómetros de extensão, entre Caíde – Marco de Canaveses, integra o projecto de modernização da Linha do Douro, numa extensão total de 58 quilómetros entre Caíde e Régua, que a Infraestruturas de Portugal está a desenvolver no âmbito do plano de investimentos na Rede Ferroviária Nacional – Ferrovia 2020.

A concretização destes investimentos visam dotar a Linha do Douro de um nível de serviço superior, com melhores níveis de segurança, eficiência e competitividade do sistema ferroviário.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

A presente ação integra a candidatura submetida no âmbito do COMPETE 2020, com a designação “Linha do Douro – Modernização do troço Caíde – Marco”, referente à qual se prevê um financiamento comunitário de 85%.

IP/WRTV