free web
stats

MNF integra Rede Portuguesa de Museus

O Museu Nacional Ferroviário (MNF) do Entroncamento integrou a Rede Portuguesa de Museus. O Despacho n.º 3468/2019 que credencia a instituição na estrutura foi publicado em Diário da República na quinta-feira.

Ao prestigio a Fundação Museu Nacional Ferroviário junta assim uma nova forma do MNF ter acesso a financiamento para executar a sua missão.

Espera-se com a integração mais actividades ligadas ao assinalar de datas relevantes e que destaquem a memória ferroviária, apoio na pesquisa da história e património do Caminho de Ferro ou publicação de livros e revistas que evidenciem temas que desvendem o sector.

O Despacho emitido pelo Gabinete da Ministra da Cultura integra, juntamente o MNF, mais quatro Museus.

São eles o Museu do Centro Hospitalar do Porto, o Museu de Aguarela Roque Gameiro, Museu da Saúde e o Centro Internacional de Artes José de Guimarães.

Com as novas entradas a Rede Portuguesa de Museus passa a “integrar 156 museus reconhecidos oficialmente pela qualidade técnica no cumprimento das funções museológicas”.

A selar o reconhecimento está agendado para dia 4 de abril, às 17h30, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa a cerimónia de adesão à Rede Portuguesa de Museus.

Entretanto a candidatura do Núcleo de Lousado do MNF está em preparação e deverá integrar para integrar a estrutura em novo Despacho de aprovação.