free web
stats

Entrevista a João Fernandes, modelista e novo autor na webrails.tv

Os leitores do feed de modelismo terão reparado que recentemente apareceu um artigo assinado pelo João Fernandes. Para além de modelista, é também o animador da Electronic Models, dedicada a equipamentos para digitalização de modelos, e que estará pela primeira vez presente no no encontro de Primavera do CIMH0, que vai decorrer entre 26 e 28 de Abril próximo em Lisboa. torna-se assim oportuno, publicar uma entrevista para o apresentar ao publico da webrails.tv:

Mod_JF_IMG_20190406WRTV: Como surgiu a oportunidade escrever para o feed de modelismo da webrails.tv?

João Fernandes: Para responder a esta perguntar, penso que o melhor é recuar até ao ano de 2017. Nesse ano criei uma página de Facebook onde tento partilhar tudo o que vou fazendo ao nível do ferroviário (sejam fotografias ou modelismo), bem como as mais variadas notícias que vão aparecendo (como por exemplo novos modelos), que é João Fernandes – Entusiasta. No início de 2018 comecei a fazer vídeos, sobre diversos temas (com um foco grande no modelismo), e o número de pessoas a ver e a gostarem da página disparou. Há um ano atrás tinha cerca de 180 pessoas a gostarem da página e hoje tenho mais de 500. Nesse período recebi imensos elogios e contactos de várias pessoas dentro da área, o que me deixou bastante feliz e animado para continuar a fazer aquilo que mais gosto. Um desses contactos proveio da webrails.tv, que tinha vindo a acompanhar a minha página e considerou que era interessante eu escrever para o feed de modelismo. Para mim, poder divulgar o que se vai fazendo de melhor no nosso país é algo que me deixa bastante satisfeito, pelo que aceitei escrever para a webrails.tv com todo o gosto.

WRTW: Quem é o modelista João Fernandes?

João Fernandes: Resumidamente, sou uma pessoa com um grande interesse em temas ferroviários e, apesar de ter apenas 25 anos, desde criança que ia para a estação ver os comboios a passar, com os meus pais ou os meus avós. Tenho Licenciatura e Mestrado em Engenharia Informática, estando agora a tirar o Doutoramento em Ciências e Tecnologias da Informação. Ao nível do modelismo, sou apaixonado por material português e italiano, tendo já uma colecção razoável de modelos; porém, considero-me um coleccionador e não um modelista. Apesar de ter espaço para ter uns módulos, não costumo comprar material a pensar em composições reais, mas sim em ter uma peça para mim. Mas como tudo, há sempre a excepção à regra, que são os balastreiros (vagão Us) e a CP 1400, ambos da SudExpress. Isto porque, durante muito tempo, ia vê-los serem carregados com balastro, numa pedreira na Madalena, Gaia, e sempre tracionados por uma 1400. Esta é, porventura, a única composição que tenho completa, para me relembrar desses tempos.

WRTV: Quais são os principais interesses do entusiasta, modelismo, ferrovia real, ambos ou outros correlacionados?

João Fernandes: Acho que a melhor resposta é: eu gosto de tudo. Eu gosto de tirar fotografias a comboios, de participar em eventos de modelismo, de conduzir comboios em jogos, etc. Ultimamente tenho-me virado mais para o modelismo, visto que sou novo no assunto e ainda estou a acabar os meus módulos. Mesmo assim, sempre que há comboios especiais tento ir lá registar o momento e tirar umas fotografias para a posteridade (como os testes de catenária, com uma 5600 e 5 carruagens Corail, em Barcelos). Tenho uma conta no Flickr onde vou divulgando as fotografias que vou tirando.

WR: Como vê o associativismo no modelismo ferroviário actual em Portugal?

João Fernandes: Deixa-me muito satisfeito ver que existem diversos grupos pelo país fora. Ainda recentemente fomos brindados por um novo grupo, em Coimbra, (é o primeiro artigo do João Fernandes para a webrails.tv) que quer trazer animação para zona centro do país. Algo muito positivo dos grupos são os eventos que vão sendo realizados ao longo dos anos, como por exemplo os CIMH0, que são também feitos em Espanha e contam com imensos membros portugueses. A existência destes grupos é fantástica e permite que várias pessoas com interesses semelhantes possam juntar-se e passar tardes divertidas e animadas.

Mod_JF_PreparacaoMCNWRTV: Pertence ou participa em algum destes grupos?

João Fernandes: Sim, pertenço ao grupo Módulos de Comboios do Norte. Desde que entrei ao grupo, já aprendi muitas coisas novas, especialmente porque há membros com gostos ferroviários diversificados, como americano, espanhol, português, entre outros.

WRTV: Como vê o mercado do modelismo ferroviário em Portugal?

João Fernandes: Hoje em dia, contamos com diversas marcas portuguesas e, com a mais recente novidade da PT Trains, penso que o mercado vai sair a ganhar. No entanto, gostaria de destacar duas marcas portuguesas que aprecio muito devido ao produz, que é a Modelismo Artesanal e a Maket For You. Os produtos que as marcas fazem são completamente diferentes das restantes marcas portuguesas. No caso da Modelismo Artesanal, apesar de também produzir material circulante, aposta em modelos mais específicos, como a Dresine, a LRV 9500, Eléctricos, entre outros. Ao mesmo tempo, ambas as marcas produzem diversas peças portuguesas, como casas, estações, barreiras ou armazéns, podendo dar outro ar aos módulos portugueses. No geral, o mercado vai encontrar um ponto de equilíbrio, havendo várias marcas a anunciar e a produzir diversas peças. Do que tenho visto, e assumindo que o material anunciado vai chegar até aos modelistas e coleccionadores, estes próximos dois anos (2019 e 2020) vão trazer muitos modelos interessantes, a contar as carruagens Sorefame e as 4700 da Sudexpress Scale Model Trains ou a Allan 0350 da Modelismo Artesanal.

Mod_JF_Electronic02WRTV: Como surgiu a ideia “Electronic Models“?

João Fernandes: A Electronic Models, como marca, nasceu em 2018, mas a paixão e interesse pela electrónica vem do passado. Há várias pessoas que me impulsionaram a arriscar, sendo os principais os meus pais, o meu irmão e a minha namorada. Ao mesmo tempo, há uma outra pessoa que considero que me ajudou muito (directa e indirectamente), que é um grande amigo e Professor meu, o Dr. Tiago Cruz. Deu-me a conhecer as novas tendências tecnológicas, como o Arduino e Raspberry Pi, e isso permitiu-me ir fazendo umas brincadeiras e entrar num mundo completamente diferente do que conhecia, ao nível da electrónica. Com o tempo, essas brincadeiras levaram-me a conseguir desenvolver protótipos para diversas funcionalidades, como por exemplo controlar comboios. Estes protótipos depressa se converteram em placas com acabamentos profissionais, desenhadas e montadas por mim, sendo a placa em si produzida no estrangeiro. O meu intuito inicial era produzir placas electrónicas (PCB’s) para as maquetas, em que se poderia controlar a sinalização, os comboios, luzes, etc., porém, como um dos meus objectivos era apresentar-me a todas as marcas portuguesas (Sudexpress e Norbrass, Arlo-Micromodel, Modelismo Artesanal, Ferro a Fundo, PT Trains, etc), expor o meu trabalho e explicar o que fazia e poderia eventualmente fazer, o caminho inicial foi desviado (mas não cancelado). Este talvez tenha sido o melhor passo que tomei porque me permitiu ajudar algumas das marcas e fazer peças personalizáveis para os modelos. Com isto, até agora há duas peças que já estão no mercado que têm electrónica feita pela Electronic Models, que é a LRV 9500 da Modelismo Artesanal e a CP 1930 da Arlo-Micromodel. Entretanto, também fiz parceria com a LaisDCC, para poder trazer descodificadores mais económicos para o nosso mercado. Mais recentemente, tenho preparado umas peças para apresentar no próximo Encontro de Primavera do CIMH0, que vão ficar disponíveis nalgumas lojas do país, e outras em modelos futuros.

WRTV: Como reagiu o mercado aos primeiros produtos disponibilizados?

João Fernandes: Há duas grandes fases da marca, em que a primeira foi de Maio a Outubro, de 2018 e de Outubro de 2018 até agora. A loja on-line só foi lançada em Outubro, mas o trabalho com outras marcas (apresentação, desenvolvimento de produtos, parcerias, etc.) veio sendo feito desde Julho. Durante esses 6 meses pude, não só desenvolver as peças que foram sendo requisitadas, mas também pensar em produtos novos e com características diferentes. Sem contar com a apresentação oficial da empresa, que ocorreu no Núcleo do Museu Ferroviário Nacional, em Lousado, o Encontro de Primavera do CIMH0 vai ser a minha primeira aparição pública. Independentemente de tudo, já recebi bastantes contactos por parte de muitas pessoas, com interesse em saber mais da marca, o que me deixou agradado e com vontade de continuar este caminho.

Mod_JF_italianosWRTV: Que tipo ou âmbito de artigos podemos esperar do entusiasta João Fernandes?

João Fernandes: Um grande foco no modelismo. Irei tentar escrever sobre assuntos relacionados com os vários temas do modelismo, tendo, por vezes, uma vertente mais técnica e explicativa, de forma a levar o meu conhecimento e experiências a mais pessoas.

WRTV: Como vê os eventos de modelismo agendados para este ano?

João Fernandes: Com muito bons olhos, especialmente o CIMH0, por razões “profissionais”. A convivência entre modelistas e interessados é algo que me agrada bastante e poder participar é um prazer muito grande. No caso do Ecncontro de Primavera do CIMH0 vou estar presente com a Electronic Models, o que me faz estar muito ansioso. De resto, faço sempre os possíveis para aparecer nos vários eventos. Vou com mais facilidade aos do MCN, mas sempre houver disponibilidade para ir até à capital (normalmente os grandes eventos costumam ser em Lisboa), vou com todo o gosto.