free web
stats

França : Boom no tráfego de Alta Velocidade

Em comunicado a SNCF, empresa pública integrada ferroviária francesa, informou que entre Janeiro e Abril de 2019 foi registado um aumento significativo de 14% no número de passageiros transportados.

SNCF_InOuiEm comparação com idêntico período de 2018, são mais 4,5 milhões de passageiros nos dois serviços de Alta Velocidade da empresa : TGV InOui (serviço premium) e Ouigo (serviço lowcost).

Além disso, a empresa está otimista com o tráfego deste verão. Foram registados aumentos de 30% na venda de bilhetes para este período do ano.

A empresa avança que os valores são o resultado da segmentação do serviço TGV para o adequar aos vários mercados e da simplificação tarifária que está a ser implementada.

O crescimento foi registado principalmente no serviço lowcost Ouigo, que bate todos os recordes, em direção ao Sul-Este (Lyon, Marselha) e na fachada atlântica (Bordeaux, Toulouse) e no eixo Paris-Lille que recebeu o upgrade TGV InOui no passado mês de Janeiro.

Lançamento com sucesso das novas cartas de reduções

No dia 9 de Maio de 2019 entrou em vigor a nova grelha tarifária do Longo Curso que teve como objetivo uma simplificação radical. No lugar das dezenas de cartas de redução, ficaram quatro. Em apenas um mês já foram vendidas 150 mil novas cartas.

Para Rachel Picard, Diretora Geral de Voyages SNCF (Longo Curso) : “Estes excelentes resultados são a prova que a nossa estratégia de oferta funciona e que está a ser percebida pelos passageiros. Ouigo e TGV InOui encontraram o seu público. Ouigo é a nossa arma de conquista, trás novos passageiros para a Alta Velocidade e no caso de TGV InOui, a qualidade da experiência a bordo e a nossa oferta simplificada e fidelizadora contribuem para aumentar o número de viagens realizadas. Com estes dois serviços complementares, estamos a criar um “reflexo comboio” para todos os tipos de deslocações e para todos os franceses!”

Este crescimento súbito e significativo acontece numa conjuntura especial. Em 2018 a SNCF tinha sofrido uma das maiores greves da sua história, além disso, a população, nomeadamente em França, tem tido uma maior consciência ambiental. Estes dois fatores podem explicar o crescimento verificado.