free web
stats

Ferrovia com duas petições a correr

A Linha do Douro, com a reabertura da ligação a Salamanca, e ramal de Sines, com o regresso do transporte de passageiros, estão no centro de duas petições a decorrer.

No centro está a valorização do território com o modo ferroviário enquanto factor de coesão territorial e desenvolvimento económico.

Na linha do Douro, a norte, corre uma Petição pública para reactivar a Linha do Douro até Barca d’Alva e Espanha. Além do valor que a reabertura pode trazer para a região, os promotores referem:

“Há hoje uma receptividade de Bruxelas para apoiar esta requalificação, que se traduzirá, seguramente, em apoios financeiros elevados”.

A intenção passa por inscrever a ligação ferroviária encerrada desde o final do Século passado no Plano Nacional de Investimentos 2030.

48 km electrificados sem passageiros na ligação Sines e Ermidas-Sado

No ramal de Sines, a sul, “face ao crescimento do Concelho de Sines nestes 29 anos em que se deixou de ter uma linha ferroviária de passageiros”, o regresso é visto como benéfico para a promover mobilidade e turismo no Concelho.

A “Utilização de Comboios de Passageiros na ligação Sines/Ermidas-Sado” e a construção de uma nova estação são a reivindicação da petição.