free web
stats

Medway assegura manutenção …

medway_vagÉ com reserva e apreensão que quem acompanha o processo, do lado oposto à Medway, olha o novo ciclo da manutenção de vagões e locomotivas do parque de material (vagões e locomotivas) da Empresa de Transporte Ferroviário que se inicia a 1 de Julho.

Como momento simbólico está a retirada, confirmada, da EMEF da oficina de vagões no Entroncamento.

E logo de seguida está um horizonte ainda desfocado onde circula que a nova empresa não está certificada para executar manutenção, não terá mais de 4 trabalhadores contratados e não assegura o registo de intervenções de terceiros no seu material.

O último aspecto, a confirmar-se, pode ter implicações na segurança da Circulação na Rede ferroviária Nacional.

O não registar da ultima intervenção, dentro do ciclo de manutenção ou reparação de avaria, hipoteca o acesso ao historial do veículo. A ausência pode comprometer o apurar das causas de um acidente.

A situação torna-se mais sensível na medida em que a ETF tem a responsabilidade de tornar o sistema ferroviário seguro e porque o IMT não tem meios humanos para fiscalizar a arquitectura que se quer para o sector.

A webrails.tv procurou, sem sucesso até à publicação deste artigo, esclarecer as questões levantadas junto da Medway.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

[Actualizado 09.07.2019 - 09h03] Introdução do link para as respostas recebidas da Medway a 08.06.2019.