free web
stats

Medway assegura manutenção … esclarecimento de Medway

Para a elaboração do artigo sobre a capacidade com que a Medway assegurava partir de dia 1 de Julho do seu material circulante, publicado no final de Junho, a webrails.tv colocou algumas questões à Medway.

O resultado, com os esclarecimentos solicitados entre 25 e 28 de Junho para a peça de então, chegou esta segunda-feira à plataforma, e que se publica a seguir.

.

- Circula que a Medway vai iniciar o novo ciclo com 4 colaboradores. Um quadro responsável pela área das locomotivas, um supervisor, um serralheiro e um soldador. Confirma-se, qual o cenário que quadros que se pode esperar para dia 1?

Considerando a atividade no seu todo, gestão da manutenção e sua execução, a MEDWAY a 1 de julho contava com um efetivo de 37 colaboradores distribuídos pelas diversas valências correlacionadas com a manutenção do material circulante, aos quais acresce a capacidade que advém da subcontratação da prestação de serviços existente. De relevar que, para além dos trabalhos internalizados, a MEDWAY subcontrata trabalhos de manutenção às entidades que anteriormente procediam à sua realização, destacando-se os trabalhos realizados aos órgãos de segurança mais relevantes.

medwayCarga- Qual o número de efectivos que a Medway considera mínimos para laborar?

O inicio da atividade de manutenção pode ser assegurada com uma reduzida quantidade de colaboradores com os quais seja possível assegurar a realização das intervenções de segurança e encontra-se diretamente correlacionada com a quantidade de veículos intervencionados.

- A Medway ainda não está certificada para executar (nível 4) manutenção. Como se explica se é intenção da Medway assegurar esta parte esse requisito ainda não tenha sido preenchido?

Para além da MEDWAY se encontrar certificada em 3 funções relacionadas com a manutenção, encontra-se em curso a certificação na função IV que só pode ocorrer após o efetivo inicio da atividade.

Importa referir que a MEDWAY, para além de dar continuidade aos trabalhos de manutenção nas instalações anteriormente utilizadas pela EMEF, sobre as quais inseriu ações de reabilitação adequadas aos trabalhos a realizar, adquiriu ainda à EMEF a documentação técnica de execução das ações de manutenção que esta anteriormente assegurava, quer no que respeita à manutenção do parque de locomotivas diesel quer no que respeita ao parque de vagões, estabelecendo uma relação contratual com todos os colaboradores que anteriormente asseguravam este serviço e se dignaram a trabalhar com a MEDWAY numa relação sustentável.

Acresce referir que a MEDWAY, desde 2018, encontra-se em contacto com a entidade certificadora para, função do modelo de sociedade que viesse a ocorrer e que só veio a ficar definido já no decurso de 2019, assegurar a extensão da certificação à função IV.

Há indicação que desde dia 1 de Abril a Medway tem assegurado alguma da manutenção do seu parque de vagões, fala-se que é a GMF que está a fazer esse trabalho, sem que exista um registo de intervenção.

Desde sempre que a MEDWAY assegura todos os registos de intervenção realizados sobre o material circulante, independentemente do prestador de serviço.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

.