free web
stats

28 mil milhões para a rede ferroviária Italiana até 2023

img: Paolo Bona

img: Paolo Bona

Em reunião do grupo interministerial italiano para a planificação económica foi aprovado um reforço do plano de investimentos em infraestruturas do Grupo FS (Ferrovie dello Stato Italiane) para o período 2019-2023.

Nestes 5 anos, o grupo público terá 28MM€ para melhorar a eficiência da sua rede.

Será a gestora de infraestruturas do Grupo FS, a RFI -Rete Ferroviaria Italiana, a usufruir deste valor.

Estes investimentos de infraestruturas inserem-se no plano mais global dos FS denominado “Plano Industrial 2019-2023″, cujo objetivo principal é incrementar a quota de mercado do transporte ferroviário e do transporte público em geral.

A prioridade é a conclusão da LAV Milão – Veneza cuja situação é heterogénea, há troços concluídos, uns em obras e outros ainda estão a ser projetados.

O troço Brescia – Padova vai entrar em obras nas próximas semanas depois da luz verde do governo e de estudos que duraram quase 30 anos. Estão alocados 2,5 biliões de euros.

Os outros projetos prioritários para a RFI são :

  • Conclusão da LAV  Napoles – Bari (2,1MM€)
  • Modernização da linha Palermo – Catania com a generalização dos 200 km/h (3MM€)
  • Construção da LAV mixta de 53km “Terzo Valico” para reforçar a capacidade no corredor Genova – Torino/Milão (6,2MM€)
  • Melhorias nas velocidades da linha Roma – Pescara (211M€)
  • Quadruplicação do troço Pavia – Milão Rogoredo (250M€)