free web
stats

Conclusão da reabilitação das fachadas da Estação do Rossio

As obras de reabilitação das fachadas da Estação Ferroviária do Rossio foram concluídas durante este mês de agosto.
Com um investimento de cerca de 130 mil euros, a empreitada teve como objetivo principal travar a evolução de patologias identificadas nas fachadas pétreas da estação, nomeadamente, fissuras, fraturas e degradação de argamassas, resultantes de vários fatores como a poluição ou os dejetos de aves.
Respeitando a integridade física e estética do edifício, o restauro foi efetuado com toda a minúcia utilizando as metodologias mais eficazes. Do mesmo modo, os materiais utilizados foram selecionados tendo em consideração a sua compatibilidade com o conjunto a tratar, a sua estabilidade no tempo e a sua reversibilidade.
Desenvolveu-se um conjunto de operações contributivas para o incremento da resistência física e estabilidade química dos materiais empregues e para a preservação do imóvel, que envolveram nomeadamente, a limpeza, eliminação e prevenção de colonização biológica, tratamento de juntas e lacunas, consolidação de elementos, micro estucagem e restituição de volumes.
No âmbito dos trabalhos foi também realizada uma intervenção de manutenção na estrutura da torre do relógio, situada centralmente ao nível da cobertura da estação.
A obra, cuja fiscalização foi assegurada pela IP, contou com a assessoria técnica do LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil.
Pela grande dimensão dos alçados, a intervenção foi desenvolvida em três fases, procurando assim minimizar os impactos junto dos utentes da estação, bem como dos concessionários, cafés, restaurantes, hotéis e lojas, instaladas no imóvel e na envolvente.
IP