free web
stats

IP concessiona Terminal Ferroviário de Mercadorias de Tadim no Ramal de Braga

terminal_irivo

img: Agremor – Terminal de Tendim

A Infraestruturas de Portugal celebrou um contrato de concessão com a empresa Agremor – Materiais de Construção e Serviços, para a exploração do Terminal de Mercadorias de Tadim.

O contrato tem um prazo de 5 anos, podendo este ser ampliado por mais 2 anos verificando-se o bom desempenho da concessionária.

Esta concessão insere-se na estratégia da IP de valorização dos terminais intermodais de mercadorias e de promoção do transporte ferroviário na rede.

O Terminal de Mercadorias de Tadim, com uma área de cerca de 6ha, está localizado no Ramal de Braga, entre as estações ferroviárias de passageiros de Tadim e Aveleda.

Dispõe de 3 linhas com cerca de 500m para carga e descarga de mercadorias, bem como de um armazém coberto com aproximadamente 1000m².

Esta infraestrutura está vocacionada para um conjunto alargado de atividades no âmbito da transferência modal de mercadorias, tendo estado, nos últimos anos, ligada ao setor do transporte de madeira e inertes.

O presente contrato de concessão integra um conjunto de mecanismos de estímulos e incentivos de desempenho.

Nomeadamente, estabelece um valor igual ou superior a 312 como número mínimo anual de comboios a realizar na rede em consequência da atividade que a concessionária implementar no terminal.

A definição deste tipo de mecanismo de desempenho tem como objetivo que o negócio a desenvolver pela concessionária estimule, efetivamente, o transporte ferroviário de mercadorias na Rede Ferroviária Nacional.

Por outro lado, o contrato prevê ainda benefícios a favor da concessionária sempre que esta promova, por via da sua atividade, circulações ferroviárias acima de 104 comboios por trimestre.

Estes benefícios por bom desempenho poderão refletir-se, por exemplo, numa dilatação do prazo da concessão.

No contrato de concessão é dada também particular atenção às disposições legais que têm vindo a ser introduzidas no domínio do acesso a este tipo de infraestrutura, nomeadamente no que concerne às condições equitativas de utilização do terminal sem qualquer tipo de discriminação entre diferentes operadores ferroviários.

A celebração deste contrato de concessão abre expetativas positivas, considerando-se que a atividade a desenvolver no Terminal de Tadim pode contribuir para a valorização do setor da logística e, particularmente, do transporte ferroviário de mercadorias.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

IP/WRSTV