free web
stats

EMEF e Sindicatos chegam a acordo

EMEF e Sindicatos entenderam-se quanto à definição do novo Acordo de Empresa. A rubrica teve lugar na passada sexta-feira, 13 de Setembro, informou nota do Gabinente do ministro Pedro Nuno Santos.

O Governo, reconhecendo a importância da manutenção ferroviária e dando seguimento à RCM n.º 110/2019, concluiu, com a articulação das tutelas setorial e financeira, o processo negocial entre a EMEF e as estruturas sindicais para a celebração de um novo acordo de empresa para os trabalhadores integrados na EMEF.

Em consonância com o esforço que todas as partes colocaram no processo negocial para que se concretizasse um efetivo avanço nas condições dos trabalhadores desta empresa pública, este acordo contou com a assinatura de todas as estruturas sindicais (SINAFE, SINDEFER, SINFB, SNTSF e STMEFE), substituindo o último assinado em 2008.

Destacam-se como principais avanços na relação laboral o aumento salarial de 25 euros até 1 de janeiro de 2020 e o aumento do valor do índice remuneratório de entrada na carreira de operário da EMEF de cerca de 736 euros para 796,11 euros.

Com este novo acordo de empresa promove-se a melhoria das condições laborais dos trabalhadores desta empresa pública de referência.

De fora do alinhamento para entendimento ficou a regulamentação de carreiras na EMEF. Algo que para o Sindefer, Sindicato presente no encontro, faz sentido.

Escreve: Ainda sobre o RC optou-se esperar pelo resultado das negociações do RC/CP que serão certamente mais frutuosas que as na EMEF. Alguém acredita que se fariam negociações sérias, sobre este tema, numa empresa que vai acabar daqui a pouco mais de 3 meses? Alguém de boa fé acredita nisto?

Na sequência do entendimento o SNTSF,/FECTRANS já anunciou, entre os dias 18 e 23 de Setembro, vai realizar plenários com os trabalhadores da EMEF.

O objectivo será o de esclarecer e discutir o resultado da reunião de negociação do passado dia 13.