free web
stats

Greta Thunberg foi de comboio

renfeCampeoesA activista do ambiente Greta Thunberg seguiu de comboio da estação Santa Apolónia para Madrid.

Embarcou, após uma curta estadia em Lisboa, no Suditânia esta quinta-feira ao inicio da noite.

Na capital espanhola será uma de muitas pessoas que vão dar corpo à marcha pelo clima.

O evento tem lugar à margem do COP 25 que termina no próximo dia 13 de Dezembro.

A manifestação começa às 18h00 (17h00 em Lisboa) em Atocha, perto do centro de Madrid, e depois de percorrer uma parte de A Castelhana, a maior e mais importante avenida da capital espanhola, termina na zona dos Novos Ministérios, informa a RTP.

Perante este quadro, onde há a necessidade de existirem mais actos que palavras, a webrails.tv fez uma ronda pelo sector.

Questionou CP Comboios de Portugal, Fertagus, Medway, Takargo e Infraestruturas de Portugal, sobre o que fazem enquanto empresa, junto dos colaborares, e passageiros, face à atenção que ambiente necessita.

A CP, Fertagus e Medway responderam ao desafio. Curiosamente uma empresa que sabe o que valem os seus espaços, IP, não respondeu. Tal como a Takargo.

A webrails.tv entende que as alterações de viragem estão ao nível de quem dirige os países, mas isso não implica que empresas e pessoas, de forma singular, tenham um papel consciente.

No caso do transporte, um sector na linha da frente dos que contribuem para o efeito estufa, a ferrovia assume que tem um papel enquanto modo de transporte de massas ou volume de carga.

Mas existem outros sentidos que também concorrem nesse aspecto. Nomeadamente como ter uma postura pró ambienta na operação e cultura de empresa no estimulo de colaboradores.

No caso das empresas de transporte ferroviário de passageiros, enquanto modo de mobilidade de massas, um papel que se pode estender aos clientes e que se traduz na mensagem, pelo acesso, podem passar.

Adiantou a CP sobre o seu posicionamento:

Para ler artigo completo subscreva a webrails.tv