free web
stats

Adif põe em serviço Variante de Vandellós

Na passada segunda-feira, dia 13 de Janeiro de 2020, a Adif pós em serviço a Variante de Vandellós. Esta variante insere-se no Corredor Mediterrâneo de passageiros e mercadorias e está situada na Catalunha.

A nova linha permite ligar a linha convencional Valência – Tarragona – Barcelona à LAV Madrid – Barcelona – Fronteira Francesa, inaugurada em 2008, permitindo assim ganhos significativos nos tempos de percurso e na fiabilidade evitando o traçado antigo entre Vandellós e Taragona que só dispunha de via única. Esta obra, no total, terá custado cerca de 700 milhões de euros.

Em contrapartida, uma parte significativa do tráfego de passageiros é desviado pela variante deixando de servir a estação central de Tarragona, sendo esta cidade servida pela estação da LAV Camp de Tarragona situada nos arredores, o que implica deslocações acrescidas até à estação.

O traçado e um pouco de história…

Adif_VarianteVandellos_2009

Mapa nº1. Plano original com a Variante em bitola ibérica (2009). Foi este plano que acabou por se concretizar, mediante ligeiras alterações. Fonte : Ferropedia.es/Fomento/Adif

Os estudos desta linha remontam a Abril de 1995 quando a DG de Infraestruturas e do Transporte Ferroviário (que antecedeu, em parte, o atual Ministério do Fomento) concluiu o Estudo Informativo da Variante. De salientar que na época a Renfe manifestou a sua oposição, preferindo a duplicação do traçado antigo.

As obras começaram em 2000 com a previsão de inaugurar os primeiros troços já em 2005, em consonância com as datas previstas de inauguração da LAV Madrid – Barcelona – França. Todavia, divergencias na escolha do traçado nos arredores de Taragona, na implantação da sua “nova” estação, que acabou por ser construida na LAV, e nas ligações com esta última acabaram por fazer derrapar significativamente os prazos.

Desde 1995, o plano sempre foi o de implantar bitola ibérica na nova linha, com um cambiador de bitola junto à bifurcação com a LAV (em bitola UIC), como se pode ver no mapa nº1.

Mas em 2012, o Ministério do Fomento anunciou o seu plano para implantar a bitola UIC em todo o corredor mediterrâneo até 2015, neste novo plano a Variante passou a ser construida e inaugurada desde logo em bitola UIC. Esta mudança de planos, mais uma vez, fez atrasar o projeto (mapa nº2).

Finalmente em 2014, devido aos sucessivos atrasos na implantação da bitola UIC e/ou do terceiro carril nos outros troços da linha convencional Barcelona – Valência, o Ministério do Fomento decide voltar ao plano original e inaugurar a Variante em bitola ibérica com travessas polivalentes para depois mudar a bitola em simultâneo com os restantes troços.

Adif_VarianteVandellos_2012

Mapa nº2. Plano que vigorou entre 2012 e 2014 onde estava prevista a inauguração da Variante em 2015 já em bitola UIC. Fonte : ferropedia.es/Fomento/Adif

E assim, esta semana, a Adif inaugurou a Variante em bitola ibérica na maior parte do traçado como previsto há 20 anos. Posteriormente, com a passagem a bitola UIC da linha entre Castellón e Vandellós (obras em trabalhos preparativos) e entre Valência e Castellón (em curso instalação de terceiro carril, sendo que uma via já está operacional e é usada pelos serviços AVE em bitola UIC desde 2018).

Modificações na oferta

Renfe_Euromed_S101_2009

Serviço Euromed da Renfe efetuado por um S101 em 2009. (img : Wikimédia/Luis Zamora)

A principal melhoria é no serviço Euromed que desde 1997 assegura as ligações rápidas de longo curso no corredor mediterrâneo, ao passar pela Variante os tempos de percursos são reduzidos. O trajeto Valência – Barcelona passa a ser feito em  2h35, menos 50 minutos do que antigamente, por 8 ida/volta diárias Euromed.

A estação central de Tarragona não fica totalmente sem serviço longo curso. 6 ida/volta serviço “Talgo” passarão nessa cidade com destino a Barcelona e à costa Sul. Verificaram-se algumas melhorias nos serviços regionais e suburbanos mas foram menores.

Além disso, a Renfe põe em serviço uma ida/volta Avant entre Barcelona e Tortosa em 1h36 (menos 50 minutos do que anteriormente). O comboio sai de Tortosa às 6h20 da manhã e chega a Barcelona às 7h56. No sentido inverso, parte de Barcelona às 18h30 e chega a Tortosa às 20h05.