free web
stats

Aquisição de Travessas de madeira destinadas a intervenções em Pontes e túneis ferroviários

A Infraestruturas de Portugal lançou em Diário da República, no passado dia 3 de abril, um concurso público para a aquisição de travessas de madeira de Carvalho e Azobé, destinadas a serem utilizadas na Rede Ferroviária Nacional.

Este concurso, com um preço base de cerca de 725 mil euros, tem como objetivo a aquisição de um total de 4.166 travessas de madeira mais resistentes do que o habitual pinho (3.089 travessas Azobé e 1.077 travessas de Carvalho), destinadas especificamente a serem utilizadas em túneis, pontes e aparelhos de mudança de via de 5ª geração, que serão intervencionados brevemente.

Para as pontes ferroviárias, o carvalho permite uma durabilidade acrescida sem comprometer as propriedades mecânicas e as operações de maquinação necessárias à sua aplicação.

Para os túneis, o Azobé permite um desempenho compatível com as travessas em betão da plena via e, ao mesmo tempo, flexibilidade dimensional para acomodar a superestrutura no interior dos túneis, aliado a uma superior resistência nesse meio com maior concentração de humidade.

As travessas de carvalho que estão a ser adquiridas destinam-se a ser empregues nos empreendimentos da Linha da Beira Baixa, no troço Covilhã – Guarda, e da Linha da Beira Alta – no troço Pampilhosa – Santa Comba Dão.

As travessas de Azobé serão utilizadas também no empreendimento da Linha da Beira Alta já referido, e ainda no empreendimento da Linha do Oeste – Troço Mira Sintra-Meleças – Torres Vedras recentemente adjudicado.

Estas travessas destinam-se ainda às ações regulares de manutenção em aparelhos de via.

IP