free web
stats

Metro reforça segurança de clientes e colaboradores para a retoma faseada

O Metropolitano de Lisboa, no seguimento do anúncio do fim do Estado de Emergência, vai implementar, a partir de dia 04 de maio, um plano de retoma de oferta faseada que inclui a abertura de serviços que estiveram condicionados durante o período de confinamento, e reforço de medidas de segurança em matéria de saúde pública para contenção e redução do risco de contaminação por COVID-19.

A empresa continuará a centrar as suas medidas em torno dos clientes e dos trabalhadores. O Metropolitano de Lisboa estará apto a programar a retoma dos níveis de oferta que atenda à evolução da procura, procurando garantir uma taxa de ocupação relativamente baixa para continuar a manter a possibilidade de distanciamento social recomendado e continuará, igualmente, a reforçar as ações de limpeza do material circulante e das estações.

Estas alterações estabelecidas pelo Metropolitano de Lisboa para os seus serviços, encontram-se de acordo com o Plano de Desconfinamento emitido pelo Conselho de Ministros de 30 de abril de 2020 em matéria dos Transportes Públicos e alinhadas com as orientações da Direção Geral de Saúde e contam com as seguintes principais medidas:
• Controlo da lotação nas estações críticas com eventual recurso ao apoio da PSP;
• Uso obrigatório de máscara por todos os clientes;
• Fecho dos canais de validação e respetivo controle de entradas e acesso aos cais das estações;
• Obrigatoriedade de título de transporte válidos;
• Reforço da oferta de comboios, mantendo a oferta adequada às medidas de segurança e à distância entre clientes;
• Reabertura faseada de espaços de atendimento: Espaços Navegante, Espaço Cliente e Postos de Venda;
• Continuação do reforço da higienização e limpeza de todos os espaços e superfícies de toque existentes nas estações, bem como de toda a frota de material circulante;
• Ações de limpeza por nebulização elétrica das estações e comboios (em maio será efetuada a terceira de seis ações);
• Reabertura faseada dos espaços comerciais da rede Metro;
• Implementação de sinalética em corredores, linha de canais e pavimento de cais nas estações de maior movimento, alertando para a necessidade de manutenção do distanciamento social, obrigação de uso de máscara e medidas a seguir na utilização do Metro
• Reforço da comunicação relativa ao distanciamento social em todas as estações, site e redes sociais do Metro, para sensibilização sobre medidas de saúde e segurança;
• Adaptação de 84 máquinas de vending existentes nas estações do Metropolitano de Lisboa para venda de máscaras, gel e luvas.

O Metropolitano de Lisboa continuará a monitorizar e a acompanhar ativamente o evoluir da situação, adotando as medidas que, a cada momento, se vierem a considerar necessárias para garantir as melhores condições de saúde e de segurança aos seus colaboradores e clientes.

ML