free web
stats

IP disponibiliza acesso gratuito a Dados digitais das infraestruturas rodoferroviárias

A Infraestruturas de Portugal, no decurso da sua atividade, tem vindo a produzir e a tratar um vasto conjunto de dados em formato digital, para os quais recebe regularmente pedidos de acesso ou de fornecimento de informação por parte de cidadãos, investigadores e empresas.

Esta necessidade é um reflexo da evolução para uma sociedade baseada em dados, com todo o potencial que a utilização e cruzamento da informação disponível traz em termos de investigação académica, inovação e desenvolvimento de aplicações móveis, nomeadamente na área da mobilidade.

No sentido de se adequar a esta realidade, a IP aprovou uma Estratégia de Dados que, entre outros aspetos, promove, de uma forma gratuita, a disponibilização a cidadãos, empresas e outras partes interessadas de toda a informação da IP classificada como pública.

A informação é disponibilizada no portal de dados abertos da Administração Pública portuguesa (“dados.gov”), desenvolvido e gerido pela Agência para a Modernização Administrativa, I.P. (AMA). Os Dados Abertos representam um subconjunto muito importante do vasto domínio de informação do setor público e são parte das políticas dedicadas ao Governo Aberto, combinando princípios da transparência, democracia, participação e colaboração; contribuindo para uma maior eficiência dos serviços governamentais e medição do impacto das políticas.

Além destes princípios, os dados disponibilizados em dados.gov.pt permitem combinar diferentes fontes de informação, promovendo a inovação e gerando benefícios económicos.

O digital e as tecnologias emergentes vieram contribuir para uma crescente quantidade de dados gerados e centralizados pela Administração Pública, que congrega em si um enorme potencial de utilização, geração de conhecimento e desenvolvimento para a Sociedade.

O âmbito de reutilização destes dados pela Administração Pública, Academia e Empresas é muito vasto, sendo um bom exemplo, a criação de Apps com base em dados georreferenciados.

Num primeiro momento disponibilizam-se os seguintes conjuntos de dados:

• Rede Rodoviária Nacional (Geometria);

• Rede Ferroviária Nacional (Geometria);

• Georreferenciação de estações e apeadeiros ferroviários em exploração;

• Ecopistas (Geometria).

A IP continuará o processo de catálogo e classificação de dados de forma a adicionar novos conjuntos de dados disponíveis ao público. Ainda com o objetivo de aumentar o rigor e atualidade da informação, bem como potenciar a reutilização da informação por outras plataformas e aplicações, a IP e a AMA estão a avaliar cenários tecnológicos que permitam a disponibilização de informação em tempo real.

Os dados já publicados podem ser consultados em:

https://dados.gov.pt/pt/organizations/infraestruturas-de-portugal-s-a-1/

IP

Nota da Redacção

Ter em atenção que está nota da IP, publicada hoje e que a webrails.tv teve acesso, vem na sequência de uma noticia onde se avança que o gestor de infraestruturas não divulga e dificulta o acesso estudos que deviam ser públicos.

Nomeadamente a trabalhos do modo ferroviário que dariam à ferrovia um debate informado e esclarecido. Debate que o canal agora divulgado, embora dê um sinal, não abre.

A informação relativa, nomeadamente a que deu ponto de vista pertinente ao artigo da imprensa, como trabalhos sobre a melhoria da velocidade comercial de linhas férreas ou o custo de intervenções para correcção de traçado, não são libertados.

E se não o são agora, momento é que é anunciada a transparência, não é de esperar que a divulgação aconteça no futuro.

Basta ter como referência o estudo REFER de modernização da linha do Douro e a sua ligação a Espanha. A divulgação publica, à época, levou a empresa a instaurar um inquérito interno para apurar a fuga.