free web
stats

Balanço estado de conservação das obras de arte da rede IP – 2020

A Infraestruturas de Portugal é atualmente uma das principais empresas na área da engenharia em Portugal, constituindo-se com uma referência no domínio da gestão e inspeção de Obras de Arte (Pontes, Viadutos, Túneis, Passagens Hidráulicas, etc.).

O seu vasto património é constituído por perto de 7.800 Obras de Arte sendo que cerca de 5.800 (75%) pertencem à rede rodoviária e 2.000 (25%) integram a rede ferroviária nacional.

Como ferramenta de suporte à gestão, a IP detém um Sistema de Gestão de Obras de Arte (SGOA), essencial para o conhecimento pormenorizado e permanente das obras de arte e sua condição estrutural.

Anualmente, a IP realiza cerca de 4.000 ações inspetivas de rotina e detalhadas, em obras de arte sob sua responsabilidade.

Os resultados da campanha inspetiva de 2020 revelam que 90% das obras de arte a cargo da IP apresentam um estado de conservação que varia entre o Razoável e o Bom.

Este indicador tem vindo a verificar uma evolução favorável ao longo dos últimos anos.

Inspeção e manutenção regular garantem qualidade e segurança

O relevante investimento efetuado ao longo dos últimos anos, com a realização de inspeções a todas as estruturas e a atempada definição de uma estratégia de intervenções devidamente programadas, contribuíram decisivamente para o incremento do nível de qualidade e conservação das estruturas.

Desde 2010 foram investidos cerca de 300 milhões de euros na reabilitação e manutenção das Obras de Arte, sendo que em 2021, a IP prevê investir mais de 35 milhões de euros nesta atividade.

A atividade de inspeção e diagnóstico às obras de arte é assegurada por especialistas técnicos da IP, com a capacidade para realização de inspeções subaquáticas, complementando sempre que necessário com a contratação de serviços técnicos especializados de apoio à inspeção e diagnóstico da condição das obras de arte.

IP