free web
stats

Video – Barreiro A, o fim dos comboios no Barreiro – 02

Na caixa em baixo, informação disponibilizada pelo gestor/dono da obra da transformação ferroviária operada na zona do Barreiro no inicio do Séc XXI.

 

.

Electrificação e modernização do troço Barreiro – Pinhal Novo


A empreitada de Electrificação e Modernização do Troço Barreiro-Pinhal Novo (exclusive), foi lançada pela REFER em Março de 2008.

A empreitada compreendeu as seguintes acções principais:

  • Electrificação da Linha do Alentejo entre as Estações do Barreiro e de Pinhal Novo (exclusive);
  • Implementação de um novo layout na Estação do Barreiro, materializado pela construção de um novo terminal ferroviário, a nascente das actuais infra-estruturas, mais próximo do terminal fluvial;
  • Remodelação das Estações do Barreiro, Lavradio e Moita e dos Apeadeiros do Barreiro-A, Alhos Vedros, Baixa da Banheira e Penteado, com o alteamento e prolongamento dos cais de passageiros, instalação de mobiliário urbano, coberturas e passagens superiores de peões dotadas de escadas tradicionais e elevadores, para acesso às plataformas e atravessamento da via-férrea.

A intervenção foi adjudicada ao consórcio constituído pelas empresas Construtora Abrantina, SA / LENA – Engenharia e Construções, SA, pelo valor de 18.945.000 euros.

A fiscalização do empreendimento foi assegurada pelo consórcio constituído pelas empresas ECG – Engenharia, Coordenação de Gestão, Lda. e ENGECONSUL – Consultores de Engenharia Civil, Lda.

Os trabalhos de electrificação, sinalização electrónica e de dotação do sistema de controlo automático de velocidade (CONVEL), e também as diversas componentes técnicas da infra-estrutura correspondente ao novo terminal ferroviário do Barreiro, foram concluídos em Dezembro de 2008.

As restantes acções de remodelação das estações e apeadeiros ficaram concluídas em 2009.

Ainda em Dezembro de 2008, a CP deu início ao novo serviço urbano na Linha do Sado (ligação Barreiro a Praias do Sado-A), introduzindo material eléctrico moderno (igual ao da Linha de Sintra), com maior número de circulações, redução significativa no tempo de viagem e um conjunto de serviços que permitiram aumentar a comodidade e elevados padrões de conforto aos clientes.

fonte: refer.pt

.

… ver parte 01