free web
stats

Argentina retira concessões a operador ferroviário brasileiro ALL

img : Ricardo Frontera

img : Ricardo Frontera

O governo argentino anunciou no passado dia 3 de junho que irá revogar as duas concessões de 30 anos detidas pela América Latina Logística (ALL), para operar as redes de carga das linhas ALL Central e ALL Mesopotâmica, que cobrem uma rota com extensão que se aproxima dos 10 000 km.

Temos encontrado várias irregularidades no contrato, e a ALL falhou  não realizando os  necessários investimentos em infraestrutura e material circulante“, apontou o ministro dos transportes argentino Florencio Randazzo.

No entanto, em um comunicado divulgado em 4 de junho, a ALL referiu que não recebeu ainda nenhuma confirmação oficial da rescisão por parte do governo argentino, e que pretende tomar “todas as medidas legais necessárias” quando a decisão for formalmente confirmada.

O governo argentino informou que a ALL  realizou apenas 9,75% das obras exigidas no contrato de concessão, e acumulou milhões de pesos em dívida. Uma auditoria realizada em 2012 revelou que, desde meados dos anos 90 até outubro de 2012, a empresa acumulou uma dívida de 237 milhões de pesos para com o Estado, referente aos direitos de exploração do serviço.

As duas concessões  são a ALL Central (ex- San Martin o Bap) e ALL Mesopotâmica (ex-Urquiza o Meso). A primeira cruza todo o centro da Argentina, desde Mendoza até Buenos Aires, enquanto a segunda liga Buenos Aires até o Paraguai, Uruguai e Brasil. São mais de 8 mil km de rede, por onde são transportadas cerca de 5 milhões de toneladas de carga por ano.

A ALL anuciou em 2012 a vontade de alienar as duas  concessões argentinas, chegando a ter planos para vender ao Italian-Argentine Technit Group. No entanto as negociações  não chegaram alguma conclusão.