free web
stats

Subconcessão da Linha de Cascais apontada para o 2º semestre de 2014

 urbanos_lisboaA edição de 29 de junho do semanário Expresso avança que a Tutela tem calendarizada a subconcessão  da Linha de Cascais até junho de 2014.

A subconcessão poderá vir a ser feita pela própria CP, aponta o semanário, e prevê que a gestão da infraestrutura continue sob a responsabilidade da Refer. É referida também a possibibilidade da infraestrutura ser gerida pelo operador privado, mas é vista como uma solução que pode onerar mais o custo da adjudicação e aumentar o tempo de concessão.

Dos dois operadores privados, e possíveis interessados, consultados pelo Expresso, a Arriva e a Transved, o teto máximo situa-se nos 100 milhões para investimento. Segundo o operador Transved “qualquer projecto terá de implicar menos de 100 milhões, se não não será financiável, nem haverá prazos de concessão que lhe garantam rentabilidade.”

O anterior executivo, citado pelo semanário, referiu que um investimento na Linha de Cascais situa-se na casa dos 180 milhões de euros só para renovação integral da via.