free web
stats

Norbrass – Bombardier CP 1960 “A Sublime”

Reza a História

1960Decorria o ano de 2001 e não tendo ficado de todo satisfeito com a qualidade do 1º modelo Norbrass, produzido então em parceria com a AMF de Espanha, Armando Lobato, empresário e fundador da Sudexpress e Norbrass, decidiu que não seria assim que o seu esforço para disponibilizar produtos de grande qualidade e prestígio aos modelistas portugueses terminaria.

Havia mais projectos, existiam muitas ideias” e o seu carisma e persistências não o fizeram deter-se ao primeiro dissabor. Numa visita à feira de Nurnberg nesse mesmo ano e tendo efectuado contactos com uma empresa Coreana, a Norbrass iniciou o projecto que ainda hoje e passados mais de 10 anos, deu fama a esta marca nacional.

Nascia assim a Bombardier serie 1960 da Norbrass, num total de 150 peças produzidas, com 4 numerações diferentes (1964, 1965, 1968, 1972) no habitual esquema laranja / castanho e riscas brancas da CP, onde 10 unidades dessas 150 estão como protótipo sem pintura.

01As dificuldades há mais de 10 anos atrás eram mais que muitas, a distancia era possivelmente a maior de todas, pois tinha de viajar para a Coreia de modo a acompanhar tudo e isso como é obvio também implicava gastos acrescidos ao projecto, sabemos que nesses tempos a internet não era o que é hoje e só desde então, graças à sua expansão permitiu o acompanhar do projecto com a ajuda do email” afirma Armando Lobato.
Quanto a valores de venda “existiam 2 modalidades, 700€ para quem tinha efectuado previamente a reserva e 735€ para quem decidisse comprar sem reserva ”.

O presente

Muitas peças há que a Norbrass tem vindo a lançar02 desde então no mercado, sempre com um detalhe, qualidade e fidelidade relativamente ao original invejável, mas a serie 1960 é considerada de longe a “melhor” peça da Norbrass, sendo cobiçada por muitos dos modelistas da nossa praça.

Hoje em dia é difícil obter uma destas peças em 2ª mão, quem as tem não se desfaz delas, quem as procura está por vezes disposto a pagar avultadas somas para as conseguir. Por vezes os caminhos cruzam-se e o milagre acontece…

O Futuro

03Quando questionado quanto ao futuro desta peça Armando Lobato diz que “a Norbrass irá fazer uma reedição deste modelo, estando prevista para meio do próximo ano 2014. Será uma peça melhorada em relação às que foram produzidas no passado, como por exemplo nas grelhas.”
Produzir-se-á um total de 100 peças onde “serão editadas numerações dos anos 70, 80, 90 e as últimas de 2000, com uma cadência de 50 + 50 peças” reafirma Armando Lobato.

Em suma

Trata-se de uma verdadeira obra de arte,04 amada por muitos, desejada por todos, esta filigrana do modelismo ferroviário Português irá a seu tempo ter sequela e na minha modesta opinião, bem pensada na forma de a escoar no mercado com 2 pequenas tiragens. Muitos de vós dirão certamente que o modelo deveria ser produzido em plástico para ser mais barato e acessivel a muitos, mas infelizmente nas condições económicas em que nos encontramos, por sermos tão pequeninos no mercado e por termos tão pouca expressão, certamente não conseguiríamos absorver 2 ou 3 milhares de peças destas, quantidade que seria o mínimo para que fosse rentável a sua produção em plástico.
Assim resta-nos esperar e ver o que o futuro nos reserva.

Vídeo:  Rui Ribeiro
Texto : José Serrano
Agradecimento pelas Fotos: Norbrass, Rui Nereu e Pedro Sabino