free web
stats

Novos horários a 8 de setembro – CP aposta na Região do Oeste

Novos horários a 8 de setembro – CP aposta na Região do Oeste

  • Ligações diretas a Coimbra
  • Novos horários no serviço urbano Figueira da Foz – Coimbra         

No dia 8 de setembro a CP lança um novo modelo de oferta ferroviária na Linha do Oeste, apostando no aumento de competitividade do comboio pela adequação às reais necessidades de mobilidade das populações, potenciando o efeito de rede e facilitando o acesso à linha do Norte.

O novo modelo, que aposta na prestação de um serviço mais eficiente, foi desenvolvido em colaboração com as autarquias e entidades locais, e assume duas lógicas distintas de ligações na região:

  • A norte das Caldas da Rainha, o comboio assume uma vocação de serviço de médio e longo curso com comboios diretos entre a Linha do Oeste e Coimbra e horários ajustados entre Caldas da Rainha e Leiria, potenciando o efeito de integração na restante rede com o acesso mais fácil e direto às ligações ferroviárias do Centro e Norte do país.
  • A sul das Caldas da Rainha, a aposta centra-se nas ligações de proximidade e curta distância, numa tipologia de serviço com carater mais regional.

As ligações entre Caldas da Rainha e Figueira da Foz passam a ser asseguradas através de correspondência com o serviço urbano de Coimbra na estação de Verride.

O horário dos comboios urbanos Coimbra – Figueira da Foz também foi alvo de alterações, que visam garantir uma oferta mais cadenciada e regular ao longo do dia. Para dar resposta às necessidades específicas de mobilidade nas deslocações em hora de ponta, a empresa mantém um comboio rápido no período da manhã entre Figueira da Foz e Coimbra e no final do dia, no sentido inverso.

Com esta nova aposta na região do Oeste, a CP procura cumprir a sua vocação de prestar o serviço mais adequado de transporte às populações de cada região e em função das capacidades da infraestrutura disponível, desenvolvendo um modelo que conjuga maior eficiência e sustentabilidade ao transporte ferroviário.

As autarquias da região manifestaram o seu apoio a esta reformulação e vão também apoiar a divulgação do novo serviço às populações.

fonte: cp.pt