free web
stats

Coimbra: Estação Nova classificada como monumento de interesse público

combraNovaSegundo portaria do secretário de Estado da Cultura publicada no dia 20 de setembro, no Diário da República, a Estação Nova de Coimbra foi classificada pelo Governo como monumento de interesse público.

A classificação do imóvel ferroviário  situado na margem direita do rio Mondego, na freguesia de São Bartolomeu, foi proposta ao Governo em Maio, pela Direcção-Geral do Património Cultural, revelou a  Lusa.

Construída entre 1925 e 1931, a partir do projecto dos arquitectos Cotinelli Telmo e Luís Cunha, a Estação Nova constitui o remate do ramal ferroviário então existente entre esta gare e a Estação Velha, localizada na zona Norte da cidade.

A classificação como monumento de interesse público estabelece uma zona de protecção, entre o rio e uma rua paralela que inclui parte da rua da Sota e da avenida de Fernão de Magalhães, sendo delimitada, a Norte, pela azinhaga da Pitorra e, a Sul, pelo quarteirão do hotel Astória.

A portaria que classifica o imóvel ferroviário teve a assinatura de  Jorge Xavier Barreto, secretário de Estado da Cultura, e foi assinada no dia 09 de Setembro.

Imóvel de Interesse Público

Um bem considera-se de interesse público quando a respectiva protecção e valorização represente ainda um valor cultural de importância nacional, mas para o qual o regime de protecção inerente à classificação como de interesse nacional se mostre desproporcionado. Dos bens móveis pertencentes a particulares só são passíveis de classificação como de interesse público os que sejam de elevado apreço e cuja exportação definitiva do território nacional possa constituir dano grave para o património cultural (classificação sob a forma de portaria)