free web
stats

CP Lisboa inicia hoje formação de maquinistas

regionalA ação de formação é promovida no depósito de maquinistas do Rossio, e visa capacitar aquele depósito para as alterações  de material circulante no serviço de passageiros que se inciaram na passada segunda feira.

A formação na CP Lisboa acontece devido à entrada das automotoras da série 2200, normalmente afetas ao serviço regional, na familia de comboios suburbanos de Castanheira do Ribatejo – Santa Apolónia. A falta de maquinistas com curso 2200 no  depósito de Lisboa Rossio, responsável pelos comboios dessa família, motivou a formação. Até à conclusão da formação o serviço é assegurado pelos maquinistas de longo curso.

As alterações têm como causa a indisponibilidade de material circulante  das séries 2300/2400 na linha de Sintra. Estas unidades tem apresentado problemas de desgaste anormal nos rodados, o que levou a CP a proceder à gestão do material circulante nas diversas famílias de comboios da margem norte da região de Lisboa.

Na origem da indisponibilidade de material tem estado a necessidade de antecipar as revisões dos rodados para os 100 mil km, quando este tipo de revisão devia acontecer apenas aos 800 mil, aponta o Jornal Público. E  de acordo com a publicação a  ” dificuldade em encomendar novos rodados”, é outra das dificuladades que levou a imobilização de material.

Sobre a qualidade que as  alterações vieram trazer aos utentes, um interessado pelos temas ferroviários,  aponta direto a diminuição da oferta, que a CP confirma não dando garantias na família Sintra-Alverca para todas as circulações. E deixa alguns fatores para conferir no terreno, em particular nas horas de maior procura.  No serviço Castanheira do Ribatejo – Santa Apolónia menos lugares com a entrada das 2200. Na linha de Sintra, com as unidades 3500, o aumento de tempo de paragem com menos portas e lotação na Família Sintra – Rossio .

Em informação ao público a CP garante que as alterações de Material Circulante vão ser temporárias, mas não refer prazos. Assim, a Família  Sintra / Rossio é assegurada pelas automotoras da série 3500. As Famílias Alcantâra Terra / Azambuja, Sintra / Alverca, e   Meleças / Oriente, pelas automotoras da série  2300/400. As automotoras da série 2200 asseguram  a ligação Lisboa Santa Apolónia / Castanheira do Ribatejo.