free web
stats

Exposição “Caminhos do Ferro e da Prata” destaca construção da via-férrea

CF_PrataO Museu de Lamego alberga até 30 de abril de 2014 a exposição fotográfica “Caminhos do Ferro e da Prata” dedicada às linhas do Douro e Minho. São cerca de 65 imagens de Emilio Biel capturadas no fim do Séc. XIX que ilustram as duas linhas  à época.

Segundo o Museu de Lamego sobre a exposição pode ler-se:

“A exposição “Caminhos do Ferro e da Prata” reflete a inegável importância histórica da construção da via-férrea do Douro e Minho, numa coleção de fotografias reunidas num álbum originalmente concebido para a sua apresentação pública. De elevada qualidade técnica e artística, a importância deste conjunto vai muito para além dos interesses específicos do transporte ferroviário, por toda a informação que encerra ao nível da paisagem, arquitetura, traje, alfaias, embarcações e costumes.

Este álbum, entre outros, conservou-se na família Mascarenhas Gaivão, herdado do bisavô, Francisco Perfeito de Magalhães Meneses Vilas-Boas, engenheiro dos caminhos-de-ferro à data das imagens – 1887.

Caminhos-do-Ferro-e-da-Prata_cartazAo todo são 65 imagens, na sua grande maioria em fototipia, assinadas por Emilio Biel, Antiga Casa Fritz, que estarão em destaque.

Quase todas no formato aproximado de 24 x30 cm, em excelente estado de conservação, indiciam claramente a ocasião e o processo como foram efetuados os respetivos levantamentos.

Numa ocasião festiva de grande significado, a empresa dos caminhos-de-ferro terá promovido a realização de um Álbum Fotográfico, certamente no Inverno de 1887 em que se concluiu a Linha do Douro, ao encontro com Espanha na ponte internacional. Pode-se ainda presumir que terá tido lugar uma viagem, ao longo desta linha e outra do Minho, podendo o fotógrafo solicitar a paragem da locomotiva onde mais lhe conviesse à “tomada de vistas”. As pessoas que o acompanhavam e outras que se encontravam em cada local eram encenadas e advertidas de que não se poderiam mover durante um determinado espaço de tempo.

A beleza das imagens, o percurso ao longo do rio Douro, os aspetos históricos e etnográficos, o caráter da região e as tradições internacionais da zona demarcada fazem desta coleção fotográfica um conjunto único, tornado agora acessível ao grande público através da sua exposição e edição de respetivo catálogo.”

A inauguração da exposição no Museu de Lamego ocorreu a 12 de outubro de 2013, e estende-se até 30 de abril de 2014. Pode ser visitada de terça a domingo da 10h às 18h. A entrada é livre.