free web
stats

Home » Posts tagged with » Linha do Corgo

Porque deve o Corgo esperar pelo Douro?

\ \

Porque deve o Corgo esperar pelo Douro?

Reabrir a Linha do Corgo custará à volta de 11 Milhões de euros – 1,6 Milhões de euros apenas, com um possível financiamento comunitário a fundo perdido.

Comboio em Vila Real – Utopia ou Oportunidade?

\

Comboio em Vila Real – Utopia ou Oportunidade?

Se tal investimento fosse contemplado com verbas comunitárias a 85% a fundo perdido, restaria investir 1,6 milhões de euros por uma ou mais entidades. Se fossem repartidos pelas três autarquias deste troço, cada uma teria de investir cerca de meio milhão de euros; se o consórcio se alargasse à Comunidade Intermunicipal do Douro, 400 mil euros; se o núcleo empresarial da região se juntasse também ao investimento, 320 mil euros; com a CCDR-N, 260 mil euros; se o Estado desse o seu contributo, 230 mil euros.

DESMANTELAMENTO DA VIA ESTREITA NA ESTAÇÃO DA RÉGUA

\ \ \

DESMANTELAMENTO DA VIA ESTREITA NA ESTAÇÃO DA RÉGUA

A entidade gestora pela infraestrutura ferroviária procedeu mui recentemente ao desmantelamento da via algaliada de via estreita ferroviária na estação da Régua, infraestrutura ferroviária essa que permitia a ligação de todo o complexo ferroviário entre si de via estreita nesta estação, nomeadamente do lado sul da estação onde estão localizados os cais de embarque da […]

Centro Cultural de Chaves promove História da Linha do Corgo

\ \

Centro Cultural de Chaves promove História da Linha do Corgo

Até 27 de Setembro a Sala Multiusos do Centro Cultural, em Chaves, acolhe a exposição fotográfica  “Memórias de uma Linha – Linha do Corgo”. Uma exposição que recupera memórias da linha de via estreita que assegurava a ligação entre Chaves e Peso da Régua, Linha do Douro. Inaugurada a 28 de Agosto, “Memórias de uma Linha – […]

Características e vantagens das linhas ferroviárias de via esteita: caso da Linha do Corgo

\ \

Características e vantagens das linhas ferroviárias de via esteita: caso da Linha do Corgo

As linhas ferroviarias em bitola estreita – em Portugal são vias metricas – são projectos ferroviários que exigem menos orçamento porque recorrem a infra-estruturas menos pesadas, usam composições um pouco mais pequenas (carruagens, locomotivas, wagons), implicam geralmente a construção de pontes e tuneis mais pequenos e adaptam-se a traçados com raios de curvatura mais apertados. […]

Lançamento da 1ª Pedra do Balneário Termal de Vidago

\ \

Lançamento da 1ª Pedra do Balneário Termal de Vidago

O Presidente da Camara Municipal de Chaves António Cabeleira, acompanhado pelo Presidenta da Assembleia Municipal e pelo Presidente da Junta de Freguesia de Vidago, presidiu no passado, dia 20 de Dezembro, á cerimónia de lançamento da primeira pedra da obra da construção do Balneário Pedagógico de Investigação e Desenvolvimento de Práticas Termais de Vidago. Com […]

O Arquivo de Memórias realiza o próximo Percurso da Memória no dia 8 de Junho na linha férrea do Corgo.

\ \

O Arquivo de Memórias realiza o próximo Percurso da Memória no dia 8 de Junho na linha férrea do Corgo.

A linha férra do Corgo é uma coisa que, infeliz e “incompreensivelmente”, não existe neste momento. A razão de ser deste Percurso da Memória é exatamente o facto de ela não existir! A linha do Corgo, como quase toda a rede ferroviária nacional, teve uma história ascendente longa e difícil e uma descendente bem rápida […]

“Estações Esquecidas” na Faculdade de Letras

\ \ \ \ \ \

“Estações Esquecidas” na Faculdade de Letras

Até dia 2 de Março é possível, agora na Biblioteca da Faculdade de Letras de Lisboa, encontrar as linhas de via estreita a norte do Douro, na exposição fotográfica “Estações Esquecidas – Linhas de Trás-os-Montes e Alto Douro”. Sílvia Gonçalves, a autora do projecto “Estações Esquecidas”,  apresenta um conjunto de olhares da actualidade ferroviária das […]