free web
stats

APAC com Assembleia Geral Extraordinária no dia 12

img: Nuno Morão

img: Nuno Morão

A Associação Portuguesa dos Amigos dos Caminhos de ferro (APAC) convocou para dia 12 de Abril uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE). Em cima da mesa pode estar o futuro da APAC enquanto Associação devido à aparente falta de disponibilidade dos associados para assumir responsabilidades na mobilização dos membros e rumo da Associação.

De acordo com a convocatória para dia 12, a AGE ocorre porque não houve  apresentação de “qualquer lista de candidatos às eleições para os  Orgãos Sociais”.  Uma situação que acontece depois da actual direcção já ter mostrado indisponibilidade para continuar em funções. Tendo no final de 2013, seguindo os estatutos, convocado  eleições para 15 de Março do corrente ano.

Assim, para dia 12, da parte da direcção foram apresentadas duas linhas de força para a reunião magna da APAC.  Analisar a actual situação da Associação do ponto de vista dos dirigentes em exercício , e a proposta de uma reflexão que poderá equacionar uma “eventual dissulução” da APAC.

Uma situação que  pode ser de pressão para provocar a iniciativa, mas que não deixa de ser um momento delicado naquela que é a mais antiga, e considerada a mais expressiva associação em termos de associados, dedicada à temática ferroviária em Portugal. Uma circunstância que lança apreensão  num país que parece não ter expressão no protagonismo dos caminhos de ferro como estimulo e ponto de partida. No ringue, com a APAC a ir ao tapete a queda vai ter contagem, mas o combate já de sí desfavorável não irá certamente acabar. Depois porque  não parece fazer sentido,  face ao entusiasmo e representação dos associados da APAC na última circulação especial promovida pela Fundação Museu Nacional Ferroviário com Comboio Presidencial, não se dar com o reflexo desse entusiasmo e representação.

Fundada em Lisboa no ano de 1977, a APAC é uma associação de âmbito nacional sem fins lucrativos. Tem como missão  agregar quem se interessa pelas temática ferroviárias e transportes no geral, e  estimular o seu  estudo, defesa e promoção.

“A Associação iniciou actividades em 1980 com uma exposição em Lisboa (Livraria Europa América) onde se deu a conhecer ao grande público. Desde então a Associação não parou de crescer, tendo-se já afiliado mais de 1300 membros, quer residentes em Portugal quer residentes no estrangeiro.

Atendendo ao âmbito nacional da APAC e para melhor dar satisfação às aspirações dos associados na zona norte do país, em 1984 foi constituído o Núcleo Regional Norte. Para acolher os nossos associados temos instalações em Lisboa e no Porto, nas estações de Santa Apolónia e de São Bento.” Descrição completa pode encontrare no seu site da Associação em: www.amigoscaminhosferro.pt

Rui Ribeiro