free web
stats

Tourism Train Experiences: Comboio é estruturante para a Beira Baixa

tourismTrainExpe O auditório principal da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa deu ontem a conhecer a proposta vencedora da 1ª edição do Tourism Train Experiences. O projecto académico juntou alunos da Escola de Turismo, Desporto e Hospitalidade da Universidade Europeia e parceiros institucionais, com o objectivo de apresentar “ideias inovadoras para promover o uso do comboio” na Linha da Beira Baixa com base no turismo.

Embora o caminho-de-ferro não tenha sido a figura central nas ideias, mais centradas na criação e desenvolvimento de produtos turísticos apelativos, Bruno Ramos, representante da “marca destino” Aldeias de Xisto, definiu o posicionamento e papel do comboio. Na intervenção que desvendou o projecto escolhido pela “marca destino”, a proposta Gamping que mais tarde assegurou o 1º lugar na entrega de prémios, referiu-se ao comboio como “elemento estruturante para a oferta de serviços”. Numa alusão à mobilidade do meio de transporte no capitalizar de públicos para os produtos turísticos da região.

. No final da cerimónia falamos com João Estêvão, docente da Universidade Europeia, um dos mentores do Tourism Train Experiences, que abordou o percurso do projecto até chegar à BTL.

 

.

A cerimónia apresentou as propostas idealizadas entre alunos e os desafios lançados pela linha da Beira Baixa, como meio estruturante, e as “marcas destino”: Viver o Tejo, Grande Rota do Zêzere, Tagus, Naturtejo, Aldeias Históricas e Aldeias do Xisto. Das 7 ideias seleccionadas por cada uma das entidades associadas ao projecto Tourism Train Experiences, no final foram escolhidas 3 ideias.

A proposta “Gamping”, desenvolvida no âmbito da “marca destino” Aldeias de Xisto, obteve o primeiro lugar. A equipa apresentou um evento de dois dias pensado para jogadores de computador onde juntou natureza e tecnologia. Tendo até criado uma palavra nova para liderar o conceito “Gamping”. Além do quadro de actividades, que compreende jogos de ar livre associados a jogos de computador, a ideia teve de apresentar soluções de potenciais receitas e fontes de divulgação.

A CP Comboios de Portugal também marcou presença enquanto parceiro institucional, e operador ferroviário de passageiros na Linha da Beira Baixa. Entre 3 propostas lançadas pelo projecto no âmbito do corredor ferroviário, a empresa seleccionou a ideia coolpass. Um passe destinado ao público mais jovem, com acesso a actividades ao longo da linha da Beira Baixa. Sem custo adicional, a ideia propõe que o cliente possa entrar e sair em qualquer estação ao longo da linha sempre que quiser. A ideia contempla também um conjunto de actividades que podem ser adquiridas com o passe.

AtourismTrainExpe_ cerimónia que fechou o reconhecimento do trabalho elaborado pelos alunos  na BTL contou ainda com 2 momentos de animação. Na abertura do evento, o grupo de Teatro Medieval de Idanha à Nova animou o auditório com a visita de Templários. Os cavaleiros da cruz de Cristo vieram agradecer ao Rei Dom Afonso Henriques a doação de terras, e introduziram os presentes nas artes do manuseamento de espadas. A encerrar um momento musical composto por dois saxofonistas.

Referir que os primeiros passos com o objectivo de reinventar o turismo ferroviário e a região da Beira Baixa através de projectos de empreendedorismo e inovação ocorreram em Lisboa a 11 de Novembro de 2015. Quando a Universidade Europeia promoveu uma conferência para anunciar que estudantes e docentes da área do Turismo e da Hospitalidade tinham arrancado com o projecto Tourism Train Experiences.

Seguiu-se a 18 e 19 de Dezembro a apresentação das ideias e estratégias para a maximização da atractividade turística junto dos territórios das várias “marcas destino” envolvidas. A deslocação envolveu a CP que cedeu um comboio devidamente personalizado.

A jornada ficou concluída esta quinta feira, 3 de Março, com a entrega dos prémios às três ideias vencedoras. A cerimónia decorreu na BTL, no auditório KeyForTravel.