free web
stats

Logitrans 2013 – Transporte Internacional de Mercadorias sector Ferroviário

O Centro de Congressos do Estoril reuniu nos dias 15 e 16 maio players e interessados no sector da logística, transportes, equipamentos e armazém. No dia 16, numa das muitas mesas redondas da 1oª edição da Logitrans, a intermodalidade foi um dos muitos tópicos abordados ao longo do dia na sala 2 com o tema “O papel dos TRANSPORTES E INFRAESTRUTURAS no desenvolvimento das exportações“.  Para apresentar a realidade da intermodalidade, a mesa redonda juntou  cliente, operador ferroviário de mercadorias, transitário e carga aérea. A webrails.tv passou por lá em colaboração com a revista Cargo  .

Em destaque para a webrails.tv as duas intervenções viradas para o sector ferroviário da carga no paínel da Intermodalidade. A do operador de mercadorias CP Carga, pelo director comercial, Paulo Niza. E o comboio que liga Portugal e a Alemanha levantado pela Schenker Transitários, por Frank Gutzeit, Director Geral da Schenker Transitários S.A. em Portugal.

Para além do referido em entrevista para a CargoVideos, Paulo Niza destacou a necessidade de normalização das questões aduaneiras, ainda muito presentes e criadoras de atrito na exportação de mercadorias por via ferroviária. A nível interno referiu situações ao  nível da infraestrutura com reflexo nos custos. Citou o caso do porto de Aveiro. Onde por vezes  existe a necessidade de alocar à  tracção eléctrica uma locomotiva diesel. O porto de Aveiro e ramal de acesso não estão electrificados, o que obriga ao uso de máquina diesel para manobras, quando a maior parte do trajecto da carga  é realizado sob catenária.

Outro do intervenientes foi o Director Geral da Schenker Transitários S.A.. Abordou a suspensão por alturas da Páscoa  do 2º comboio que fazia a ligação semanal Portugal/Alemanha, e sublinhou a necessidade de uma cultura de maior exigência  e responsabilidade para se poder aproveitar a redução de custos com a intermodalidade.