free web
stats

Porto da Beira ultrapassou 3 milhões de toneladas de carvão exportado

porto_maputo021O escoamento de carvão mineral extraído na província de Tete através da linha de caminho-de-ferro do Sena até ao porto da Beira já rendeu este ano à estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique 52 milhões de dólares, informou o director executivo da CFM-Centro.

Cândido Jone disse ao matutino Notícias, de Maputo, que até à data foram escoados 3 milhões de toneladas de carvão, contra 1,5 milhões de toneladas no período homólogo de 2012, da produção dos grupos brasileiro Vale e anglo-australiano Rio Tinto, uma vez que o grupo indiano Jindal Steel and Power Limited e a Minas de Moatize transportam a sua produção por via rodoviária.

A exportação do carvão chegado ao porto da Beira, sob gestão da Cornelder de Moçambique, envolveu até à passada terça-feira 82 navios que transportaram o mineral para os mercados da Ásia, América e Europa, havendo ainda no terminal de carvão cerca de 5 milhões de toneladas a aguardar embarque.

Gabriel Muthisse, quadro da Cornelder de Moçambique, salientou as obras em curso para aumentar a capacidade da linha de Sena de 6,5 milhões para 20 milhões de toneladas por ano até Fevereiro de 2015, para além da ampliação do porto da Beira para processar nesse período até 26 milhões de toneladas por ano somente de carvão mineral.